CãesMedicina Veterinária

Como se tornar um médico veterinário

Como se tornar um médico veterinário

Além do aspecto da saúde do animal, a veterinária está ligada diretamente à saúde do homem.

Ser médico veterinário é o sonho de muitas pessoas. Mas para isso existem alguns requisitos para se tornar um profissional da área. Afinal, será que todos aqueles que desejam seguir essa carreira poderão se dar bem nessa atividade?

Gostar de animais é a condição mais importante, mas enganam-se aqueles que acham que apenas o amor pelos bichos é suficiente para seguir a profissão de veterinário. Além da afeição, é preciso ter vocação, como em qualquer área.

É necessário ter atração por disciplinas da área de biologia, não se impressionar demasiadamente ao ver sangue e ferimentos, não nutrir pelos animais um sentimento exagerado de compaixão, pois isso atrapalhará em decisões que o profissional deverá tomar, saber escolher uma boa faculdade e, algo que não pode ser esquecido, ter sensibilidade para lidar com as emoções humanas. Além do paciente animal, o veterinário tem que compreender e administrar os sentimentos dos clientes – os donos.

Não podemos esquecer que, além da medicina veterinária que visa a saúde e bem-estar dos animais, existem outras áreas dentro da profissão. A área de produção cuida dos animais e maneira coletiva (rebanhos, granjas…), para fornecimento de carne, couro, leite, ovos, etc.. Na vigilância sanitária e controle de zoonoses, o foco do profissional é o bem-estar da comunidade, com a fiscalização de alimentos de origem animal e controle de doenças que podem ser transmitidas ao homem. No setor de pesquisas, trabalhando em laboratórios, o veterinário busca estudar as doenças dos animais, sejam eles de estimação ou de produção, tentando encontrar soluções para a cura (medicamentos) e prevenção (vacinas).

A escolha do curso é muito importante

O curso de medicina veterinária dura cerca de 5 anos e todas as áreas acima descritas são estudadas. Independente da carreira que o futuro veterinário venha a seguir, é preciso conhecer todas elas. Ao final do curso, o aluno deverá ser aprovado em um exame de certificação para receber o diploma de médico veterinário. Para exercer a profissão, é necessário também estar inscrito no Conselho Regional de Medicina Veterinária de seu estado.

No Brasil, existem mais de 100 cursos de veterinária, em instituições públicas e particulares. Para escolher o melhor curso, é necessário levar em conta, primeiramente, qual a área que se deseja atuar. Algumas faculdades, dependendo da localidade e demanda da região onde se encontram, podem tender a focar mais em uma determinada  especialidade. Por exemplo, uma universidade localizada numa área rural, de produção animal, pode ter o ensino nessa área como ponto mais forte.

É preciso também procurar avaliar os recursos educacionais que o curso dispõe como biblioteca atualizada, existência de hospital veterinário equipado para aulas práticas, professores especializados nas disciplinas, recursos tecnológicos e até a ética da instituição deve ser levada em conta, pois experimentos desnecessários com animais são proibidos, atualmente.

As matérias estudadas nos primeiros semestres são básicas para os cursos de veterinária, medicina e odontologia. O aluno dificilmente terá aulas práticas com os animais no início, o que chega a frustar alguns. A partir do quarto ou quinto semestre, o contato com os  futuros pacientes já começa a acontecer, o que entusiasma os estudantes.

Ao escolher a carreira de médico veterinário, é preciso também avaliar as possibilidades de trabalho. Não é possível atuar em nenhuma profissão apenas por idealismo. Assim, conhecer como está o campo de trabalho na região onde pretende atuar é muito importante.

Se o seu desejo é ser um médico veterinário, procure analisar todos os fatores apresentados. Converse com veterinários da área que lhe agrada e, se possível, tente acompanhar um dia de trabalho desses profissionais,para ter certeza que você está no caminho certo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar