CãesDoenças em cãesDoenças em gatosGatosParasitas em cãesParasitas em gatosZoonoses em cãesZoonoses em gatos

Protozoários em cães e gatos – Giárdia

Protozoários em cães e gatos – Giárdia

Quando um animal é vendido, o criador informa se o cão ou gato já tomou ou deverá tomar as primeiras doses de vermífugo. No caso de animais adultos, a vermifugação é feita anualmente, de preferência um mês antes da vacinação. Essa vermifugação periódica é realmente necessária, porém, não é suficiente para o animal. Os vermífugos não combatem os protozoários que são microrganismos que podem habitar o intestino dos animais, de forma sintomática ou não, ou seja, podem causar ou não sintomas.

O mais importante é o fato de que alguns desses protozoários podem ser transmitidos ao homem, causando diarreias e dores abdominais. Nos animais, os protozoários mais dificilmente causam sinais clínicos em adultos. A Giardia sp pode causar diarreia em filhotes ou fezes de coloração esverdeada em cães ou gatos adultos. O Isospora sp pode causar diarreia líquida e com sangue em animais jovens. Associado a outras doenças como as viroses, os protozoários podem agravar o quadro clínico do animal.

Cães e gatos podem adquirir protozoários da água contaminada, fezes de pássaros e carne de animais infectados (ratos, por exemplo). O tratamento, seja em animais como no homem, é feito com antibióticos específicos. O vermífugo não age sobre os protozoários.

Assim, considerando o potencial de transmissão ao homem, a falta de sinais clínicos nos animais adultos e a possibilidade de diarreias em filhotes, o exame de fezes é muito importante, pelo menos uma vez ao ano. É um exame rápido e barato, feito em clinicas veterinárias ou encaminhados por estas a laboratórios veterinários.

No caso da Giardia, existe vacina que previne a doença. Mas os animais devem fazer um exame de fezes prévio. Se já estiverem contaminados, precisam ser tratados antes de receber a vacina específica.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar