CãesCriação de cãesReprodução em cães

O parto em cadelas

O parto em cadelas

Para não ficar inseguro no momento do parto de sua cadela, entenda como ele acontece e como você pode ajudar.

Uma semana antes do parto, defina o local onde a fêmea dará a cria. Coloque uma caixa de papelão ou madeira (“caixa de parição”) de tamanho suficiente para acomodar a cadela e a ninhada, confortavelmente. As laterais da caixa devem ter altura que permita a entrada e saída da fêmea com facilidade, mas que impeça que os filhotes saiam. Deixe panos ou cobertores na caixa para que ela vá se acostumando com o local.

Sinais do parto

Cerca de 24h antes do parto, a fêmea pára de comer e se aninha na caixa de parição. A temperatura corpórea começará a baixar. Quanto mais próximo do momento o nascimento, mais agitada e inquieta a cadela ficará. Ela irá cavar a caixa, tentará juntar os panos, estará preparando o ninho.

Impeça que ela vá parir em locais de difícil acesso (em baixo de camas ou móveis).
Após o nascimento do primeiro filhote, a fêmea irá cortar o cordão umbilical, lamberá o filhote para o estimular e secar, e irá comer a placenta. Cada filhote será acompanhado de uma placenta. Deixe que ela coma, pois a placenta fornecerá nutrientes para a cadela.

Basicamente, o parto seguirá as seguintes etapas:

Feto dentro da bolsa, passando pelo canal do parto

A fêmea pode ficar deitada de lado ou em posição como fosse defecar. O filhote passa pelo canal do parto e logo começa a ser visualizado. Ele pode ou não estar coberto por uma bolsa cheia de líquido.

Após a total expulsão do feto, a fêmea rasga a bolsa que o envolve e começa a lambe-lo até secá-lo bem. Ela mesma corta o cordão umbilical e come a placenta de cada filhote.

Fêmea rasgando a bolsa que envolve o feto

Logo após o nascimento, o cãozinho rasteja até as tetas da cadela à procura de leite. A fêmea fica bastante cansada e ofegante após o parto. Apresentará sangramento durante alguns dias após o nascimento da ninhada.

É importante que se peça orientação ao veterinário sobre os sinais normais e anormais de um parto. Uma ninhada pode ser perdida por falta de experiência da cadela ou demora na saída do primeiro filhote. O veterinário irá orientar como proceder e quando será necessário contatá-lo em caso de anormalidades durante o parto. Em alguns casos, é necessário recorrer à cesariana.

Causas de perda da ninhada:

– Demora na saída de algum filhote por falta de dilatação ou devido a fetos muito grandes;
– Falta de contrações para a expulsão dos filhotes;
– Eclâmpsia: falta cálcio, o útero não se contrai; *emergência veterinária.
– Tempo de gestação prolongado (acima de 62 dias);
– Torções do útero que impeçam a expulsão dos filhotes.

A ninhada

Os filhotes irão mamar logo após o nascimento, e irão adquirir os anticorpos passados pelo leite materno. Cadelas não vacinadas fornecerão bem menos anticorpos do que aquelas que tenham a vacinação em dia.

A cadela permanecerá no ninho o dia todo, só saindo para urinar e defecar. Colocar a água e a comida próximas à cadela. Muitas delas podem ficar agressivas com a aproximação de estranhos, ou mesmo do dono. Não insista, pois o instinto materno falará mais alto e a fêmea poderá atacar.

A cadela irá lamber os genitais e ânus dos filhotes, o que os estimulará a defecar e urinar. A mãe irá comer os dejetos dos filhotes. A partir de 20 a 25 dias de idade, a cadela começa a rejeitar a ninhada. É hora da orientação do veterinário quanto ao desmame.

Filhotes recém nascidos

Os filhotes abrem os olhos com 10 a 15 dias de idade. Os dentes começam a nascer entre 25 e 30 dias. Com 15 dias eles já começam a dar os primeiros passos, meio arrastados.
Com 30 dias de idade, prepare-se!! A mãe já não terá paciência com os filhotes e eles, por sua vez, já não ficarão quietinhos dentro da caixa. Estará instalada a bagunça!

Os cãezinhos podem ser separados da mãe a partir de 45 dias de idade.
Orientar o novo proprietário a levar o cãozinho ao veterinário para exames e início da vacinação.

Não deixar que o filhote saia na rua ou tenha contato com outros cães antes de completar todas as vacinas.

Veja também:
Desmame

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar