CãesDúvidas frequentes em cãesGatosTratamentos em cãesTratamentos em gatos

Homeopatia – Dúvidas frequentes no tratamento de cães e gatos

Homeopatia – Dúvidas frequentes no tratamento de cães e gatos

A homeopatia é muito usada em medicina veterinária. A seguir, a médica veterinária Regina Motta esclarece as dúvidas mais comuns sobre os tratamentos homeopáticos.

A homeopatia pode ser usada para tratar qualquer doença?
Em princípio sim, desde que o animal tenha condições orgânicas para responder ao tratamento. É bom ressaltar que a homeopatia não promete milagres, quadros terminais e incuráveis dificilmente encontrarão a cura através da Homeopatia, mas podem ser beneficiados pelo tratamento no que diz respeito à melhora na de qualidade de vida. Assim como casos comprovadamente cirúrgicos, que devem ser encaminhados para cirurgia.

O tratamento homeopático é lento, ou seja, os resultados demoram a aparecer?
Quando se pensa em tratamento homeopático, logo vem a ideia que a homeopatia é lenta, que cura muito devagar. Isto não é verdadeiro, o que determina a rapidez e eficácia do tratamento é a capacidade de reagir do organismo. Quando medicamos um problema agudo como uma diarreia, por exemplo, obteremos rápida melhora dos sintomas com o uso do medicamento homeopático. Já em casos crônicos onde o problema está instalado no organismo há muitos anos, como algumas dermatites (doenças de pele), é necessário um certo tempo para que o organismo daquele paciente seja capaz de restabelecer o equilíbrio, ou seja, a saúde.

É possível usar tratamento convencional (alopatia) e homeopatia ao mesmo tempo?
Esta associação algumas vezes é possível, porém, o veterinário homeopata deverá ser bastante criterioso na estratégia medicamentosa a seguir. Existem medicamentos incompatíveis como por exemplo corticoides e homeopatia.

Cadelas e gatas prenhez podem tomar remédios homeopáticos ou é preciso interromper o tratamento nessa fase?
Não existem contra-indicações do uso de homeopatia durante a gestação, mas o tratamento deve ser adequado a essa condição.

É necessário dar o remédio homeopático (as ‘bolinhas’) de meia em meia hora?
Esta é outra lenda. Na grande maioria dos casos, o animal deve ser medicado de uma a três vezes ao dia. Apenas em casos muito graves será necessário dar remédios de hora em hora. Mas vale lembrar que no tratamento alopático (convencional), nestes casos, a sucessão de medicamentos a serem administrados também costuma ser intensa.

Os remédios homeopáticos são preparados à base de ‘chás’?
Os medicamentos homeopáticos são feitos não somente de plantas, mas também de animais e minerais. Os populares “chazinhos” são infusões de algumas plantas, mas nada têm a ver com a maneira como é preparado o remédio homeopático.

É difícil administrar os remédios homeopáticos aos animais?
A maioria dos animais adora os glóbulos de açúcar. Às vezes, ficam até esperando uma dose extra. As gotinhas também são facilmente administradas, já que basta serem pingadas na boca, onde serão absorvidas. Não é necessária aquela desagradável manobra de jogar o remédio “goela à baixo”.

Posso recomendar o remédio que curou meu cachorro para o cachorrinho da minha vizinha?
Por melhor que seja sua intenção, provavelmente o cachorro da vizinha não irá se beneficiar do tratamento. Em homeopatia, a escolha do remédio é bastante individual, ou seja, aquele medicamento é bom para aquele animal e não para qualquer um que tenha um problema semelhante. A ideia de que “se não fizer bem, mal também não fará”, não é verdadeira. Medicamentos homeopáticos deverão ser receitados exclusivamente por um veterinário homeopata.

O efeito da homeopatia é puramente psicológico?
A medicina veterinária é uma grande prova de que a homeopatia não é sugestão. Os animais não sabem e geralmente não gostam de tomar remédios. Não são capazes de fazer a relação entre ato de medicar e o alívio do sintoma, e mesmo assim melhoram e se curam.

Animais com câncer ou tumores em geral, podem ser tratados com homeopatia?
Nunca obtive a cura do câncer com a homeopatia, mas podemos melhorar a qualidade de vida destes pacientes com ajuda do tratamento homeopático. Tumores operáveis deverão ser encaminhados para cirurgia.

No caso de cães e gatos muito agitados ou com problemas de comportamento, existe tratamento homeopático para ‘acalmá-los’?
Sim, a homeopatia tem grande êxito em transtornos de comportamento. Ela não irá mudar o temperamento de um animal, mas irá equilibrar sintomas comportamentais exagerados.

Existe tratamento homeopático para a epilepsia em animais?
Sim, e os resultados são excelentes. Em muitos casos é possível substituir os anticonvulsivantes pelo tratamento homeopático.

Problemas ortopédicos como displasia, hérnia de disco, ‘bico-de-papagaio’ e outras, podem ser tratadas com homeopatia?
Tenho vários casos de luxação de patela onde o tratamento homeopático evitou a cirurgia. Nos casos de displasia, também vemos um grande alívio ou até mesmo total remissão dos sintomas. Os problemas de coluna também respondem muito bem ao tratamento homeopático, e em muitos casos, substitui o uso de anti-inflamatórios, que costumam causar sérios efeitos colaterais.

Leia mais sobre: homeopatia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar